CURSOS

Viola Caipira

O Instituto São Gonçalo de Estudos Caipiras , sede da Orquestra Paulistana de Viola Caipira – OPVC tornou-se um centro de referência para o estudo e ensino da Viola Caipira no Brasil. É hoje um oásis em meio ao deserto das escassas possibilidades em se estudar a Viola Caipira com metodologia e fidelidade às raízes de origem do instrumento. Pessoas de diversas partes do Brasil já recorreram às nossas instalações em busca do domínio desse instrumento que tanto encanta dos mais simples aos mais apurados ouvidos, sendo que quase a totalidade dos grupos e violeiros surgidos nos últimos 10 anos marcaram sua passagem pelo Instituto ou utilizaram os recursos e materiais aqui gerados.

Sob orientação e acompanhamento técnico do professor e maestro Rui Torneze, regente da OPVC e que foi professor durante 13 anos do curso de viola caipira da EMESP Tom Jobim ( Escola de Música do Estado de São Paulo, atual denominação da Universidade Livre de Música – ULM ) a escola conta com professores altamente capacitados, todos, sem exceção, integrantes ativos e destacados da OPVC.

 


Metodologia

Fase I

Aprendizado sistemático dos ritmos tradicionais da música caipira de raiz com o respectivo repertório básico (incluem cantoria e as introduções instrumentais das peças abordadas)

Conhecendo a Viola Caipira na prática
O mecanismo de formação de notas no braço da Viola;
O conceito e a execução prática de Acordes;
Escala Cromática: O conceito de Intervalos
Escalas duetadas : conceito e execução

Ritmos tradicionais da Música Caipira
Toada
Moda Campeira
Guarânia
Cururu
Querumana
Cateretê
Balada Country
Rasta – Pé
Chamamé
Recortado
Cipó – Preto
Pagode Caipira
Polca
Batuque
Corta – Jaca
Moda de Viola
Duração aproximada : 3 anos

 

Fase II

Viola Caipira Instrumental
Abordagem da viola caipira como instrumento solista e polifônico ( melodia, acompanhamento e baixos simultâneos), interpretando estudos específicos e peças tradicionais,populares e eruditas.
Duração aproximada : 3 anos

 

Fase III

Viola Caipira Popular
Uso da viola caipira em peças do repertório da MPB, abordando assim suas complexas harmonias; Nessa fase será enfatizado estudos de improvisos,rearmonização e arranjo instrumental dessas peças.
Duração aproximada : 2 anos

 

Atividades Complementares

Prática de Conjunto
Após um período aproximado de 6 meses de adaptação aos primeiros ritmos tradicionais executados na viola caipira o aluno será convidado pelo seu respectivo professor ( somente à critério deste ) à participar dos ensaios da OPVC, onde ocupará uma vaga no Naipe de Base. Tal participação tem se mostrado como uma atividade aceleradora do processo de aprendizagem e fixação de conhecimentos musicais, bem como leva o aluno a situações reais da dinâmica artística.
Mediante o progresso individual que cada aluno galga, o mesmo é convidado a integrar outros naipes da OPVC, os quais são ocupados mediante o nível técnico de cada músico, conforme critérios pré estabelecidos pela direção da orquestra.

Canto Caipira
Uma das coisas que mais tipifica o cantar caipira é o dueto entre a primeira e a segunda voz. Tal técnica e estilo, que marcam e caracterizam a música raiz e que também são utilizados pela grande maioria das duplas de cantores de hoje ditos “sertanejos” é o grande diferencial interpretativo na hora de se cantar ao som da viola caipira.
Através de técnicas vocais tradicionais ,orientadas por um profissional com formação especializada em fonoaudiologia e sob a luz de um repertório calcado na música de raiz, o aluno será levado a conhecer, identificar e a se descobrir neste campo até então muito praticado, porém pouco estudado e raramente ensinado.

Objetivos: desenvolver e aprimorar individual e coletivamente a percepção auditiva, consciência vocal, afinação, projeção e homogeneidade da voz no canto popular – caipira.

Conteúdo Programático

Avaliação Fonoaudiológica da Qualidade Vocal dos cantores (inicialmente, durante e após o curso)

Causas e Tipos de Alterações Vocais

Aspectos da Produção Vocal
Anatomia e Fisiologia
Voz e expressão
Propriedades Acústicas da Voz
Produção da Voz Falada e Cantada
A voz na idade adulta e no Envelhecimento
Mitos da Voz Cantada

Registros vocais
Ajustes vocais
Zonas de Passagens
Extensão vocal
Tipos de Vozes no Canto

Principais diferenças entre Canto Popular e Canto Erudito

Demanda vocal no Canto Popular – Caipira

Aprimoramento Vocal
Orientações de Higiene Vocal
Técnicas para Respiração no Canto
Aquecimento e Desaquecimento Vocal Fisiológico
Exercícios e Técnicas Vocais

Estudos Correlatos
São ministrados aos alunos pelos seus instrutores durante as Fases I e II , concomitante às matérias e tópicos das aulas.

História / Cultura do instrumento
As Origens da Viola Caipira;
A Chegada da Viola Caipira no Brasil Colônia;
Origens da Música Caipira;
A Difusão da Música Caipira – A Saga de Cornélio Pires;
O Êxodo Rural e o Desaparecimento do Uso da Viola Caipira
O Ressurgimento da Viola Caipira nos Grandes Centros Urbanos
A Música Caipira x Música Sertaneja – Diferenciações quanto ao aspecto musical e quanto ao aspecto sociológico ;
A Viola e a Música Caipira Contemporânea;

Ferramentas Musicais
Fundamentos Básicos de Música;
Propriedades do som (altura, intensidade, duração , timbre );
Notas musicais;
Iniciação à Leitura Musical;
Conceito de Pentagrama e Claves;
Figuras Musicais;
Associação da Escrita Musical ao Braço da Viola;
Transcrição Partitura / Tablatura;
Conceito e Classificação de Intervalos;
Formação de Acordes e Respectivas Possibilidades no Braço da Viola;

O instrumento “viola”
Princípios e fundamentos de Luthiaria ;
Processos e Critérios para a Fabricação de Cordofones em Geral;
Tipos e Aplicações de Madeiras às partes funcionais do instrumento
Xiloteca : Exposição ao Vivo das Principais Madeiras Utilizadas;
Critérios Para a Escolha de Uma Viola;
Cordas – Escolha , Troca e Quebra Durante a Execução;

Tecnologia da amplificação sonora eletrônica
O uso de captadores e/ ou microfones para a amplificação sonora de seu instrumento : Como escolher? Como instalar? Como usar ? Tipos e usos mais adequados ; Afinadores tradicionais e eletrônicos;
Mesas digitais/analógicas;
Demais periféricos utilizados no processo de captação sonora do instrumento : “direct box” , cabos , tipos de plugs ( p-10, cannon);
Detalhes a serem observados em uma boa “passagem de som”;
Como adequar os “P.A.’s” e Caixas de Retorno;
Jargões e linguagens utilizados pelos técnicos de som;


Reciclagem e Aprimoramento

Possuímos cursos específicos de reciclagem, destinados à profissionais que já atuam no ramo artístico e que estejam interessados em se aprimorar na Viola Caipira, customizados às suas necessidades de atuação.


 

Horários

2as. Às 6as. Feiras das 9:00 às 22:00 h;
Aulas individuais com 1 hora de duração, uma vez por semana.
Você escolhe o seu horário e a gente aloca o professor para lhe atender.

Local

Instituto São Gonçalo de Estudos Caipiras – sede da OPVC
Rua Jorge Augusto , 606 – A duas quadras do Metrô V.Matilde

Para mais informações entre em contato – telefone : (11) 2682-7780

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

OPVC em Jataí – GO

Agradecemos muito o carinho e ao público presente! Veja a nossa apresentação em Jataí nas reportagens abaixo: Raízen leva Orquestra
Leia +

Café & Arte em Carmo da Mata, MG. 01 de Maio de 2017.

Fotos do evento.  

Renato Teixeira e OPVC em Jundiaí!

Confira as fotos do grande show de Renato Teixeira e OPVC em Jundiaí!  

ENDEREÇO

Rua Jorge Augusto, 606 – Vila Matilde
São Paulo – SP – Brasil

TELEFONES

tel.: (11) 2682.7780
cel.: (11) 97147.1044

E-MAIL

contato@orquestradeviola.com.br

CONTRATE
A NOSSA
ORQUESTRA!